NOTÍCIAS

Por que aplicar calcário?

19/04/2018

A grande maioria dos solos brasileiros, notadamente aqueles em que estão ocorrendo a expansão da fronteira agrícola, como os solos sob cerrados, apresenta características de acidez, toxidez de Al e/ou Mn e também baixos níveis de Ca e Mn.

A calagem adequada é uma das práticas que mais benefícios traz ao agricultor, sendo uma combinação favorável de vários efeitos, dentre os quais mencionam-se os seguintes:

• eleva o pH;
• fornece Ca e Mg como nutrientes;
• diminui ou elimina os efeitos tóxicos do Al, Mn e Fe;
• diminui a “fixação” de P;
• aumenta a disponibilidade do N, P, K, Ca, Mg, S e Mo no solo;
• aumenta e eficiência dos fertilizantes;
• aumenta a atividade microbiana e a liberação de nutrientes, tais como N, P, S e B, pela decomposição da matéria orgânica;
• melhora as propriedades físicas do solo, proporcionando melhor aeração, circulação de água, favorecendo o desenvolvimento das raízes das plantas;
• aumenta a produtividade das culturas como resultado de um ou mais dos efeitos anteriormente citados.

“Lembre-se: A adubação começa com a análise do solo, continua com a calagem e termina com a aplicação do adubo adequado.” (ANDA)

A tabela abaixo ilustra bem porque a acidez do solo deve ser corrigida. Tomando-se os principais fertilizantes da qualquer fórmula NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio) em solos com o pH 4,5 por exemplo, realizando a adubação, sem previamente se fazer a calagem, o agricultor estará jogando fora 80% do Nitrogênio, 70% do Fósforo e 70% do Potássio.

Aumento da eficiência dos fertilizantes pela correção da acidez

Mas o que é o pH do Solo?

pH do solo é uma medida da acidez e alcalinidade dos solos. Os níveis de pH variam de 0 a 14, com 7 sendo neutro, abaixo de 7 ácido e acima de 7 alcalino. A faixa ideal de pH para a maioria das plantas é entre 5,5 e 7,0; entretanto, várias plantas têm se adaptado para valores de pH fora dessa faixa. Para a soja o patamar ideal é entre 5.5 e 6.5 de PH.

Você já pensou nisso? No custo do calcário x o custo anual de adubação? E sem o aproveitamento correto dos nutrientes, qual impacto na produtividade?

As quantidades de calcário, a forma de aplicação, a lanço ou incorporado ao solo e também quanto a origem, calcíticos ou dolomíticos, são definidos através das indicações, fórmulas ou equações, para cada tipo de solo de uma determinada região, sendo assim a amostragem e análise são fundamentais para uma boa tomada de decisão.

Vamos aproveitar a entressafra para evoluirmos em nossas produtividades?

Fonte: MaisSoja