NOTÍCIAS

Nutrição foliar garante correção imediata das deficiências -> Notícias -> KRAEMER - Corretivos e Fertilizantes

Nutrição foliar garante correção imediata das deficiências

04/04/2018

Nutrição foliar garante correção imediata das deficiências – Crédito Luize Hess
Nutrição foliar garante correção imediata das deficiências – Crédito Luize Hess

A adubação foliar visa o fornecimento de nutrientes às plantas de forma prontamente absorvível, cuja finalidade é a correção imediata das deficiências, servindo como uma complementação da adubação via solo. Neste tipo de adubação são utilizados principalmente os micronutrientes, os quais se encontram em quantidades muito pequenas no solo e também pelo fato da aplicação de alguns micronutrientes via solo não apresentarem uma eficiência tão boa quanto via foliar.

 

Vantagem da nutrição foliar

Na maior parte dos casos, ou seja, para a maior parte das plantas, a principal vantagem da fertilização foliar é a possibilidade de complementação da fertilização via solo, sobretudo no caso dos micronutrientes.

A absorção dos nutrientes via foliar, entretanto, sofre influência do tipo de solução empregada (composição química e concentração), da estratégia de aplicação (regulagem dos pulverizadores, número de aplicações, entre outros), das condições climáticas (temperatura, ventos, umidade do ar, p.e.) e da própria planta (características genéticas, estágio de desenvolvimento, demanda nutricional).

A adubação foliar tem sido empregada com mais eficiência em alguns casos específicos de culturas, como por exemplo, no fornecimento de micronutrientes para citros e cafeeiros, no fornecimento de cálcio e boro em tomateiro, macieira e algodoeiro, e em alguns casos no fornecimento de nitrogênio por pulverização aérea nas culturas da cana e do trigo.

Mas ainda existem muitos dados contraditórios sobre a eficiência da adubação foliar, sobretudo devido aos diversos fatores que podem interferir no sucesso do procedimento.

 

Em florestas

A prática da fertilização foliar no setor florestal tem muitas restrições, sobretudo quando as árvores já se encontram em fase adulta, sendo a única forma de fornecimento dos nutrientes via pulverização aérea. Esta prática não é realidade no Brasil nem em outros países do mundo.

Ela pode ser empregada na fase de produção de mudas, no viveiro ou em jardins clonais, mas a fertirrigação tem sido mais empregada. Há uma carência muito grande de trabalhos de pesquisa com espécies florestais.

 

Importância da nutrição foliar

A importância da nutrição foliar para a silvicultura é restrita a algumas culturas em que a prática tem se mostrado eficiente, seja na correção de problemas nutricionais ou no fornecimento adicional de nutrientes em fase de maior demanda pelas plantas.

Entre os nutrientes usados nesse tipo de operação estão:

üNitrogênio (em substituição à adubação de cobertura);

ü Cálcio e boro (em algumas culturas mais exigentes);

ü Cu, Fe, Mn e Zn (em citros e cafeeiro, mas eventualmente em outras culturas também).

 

Nutrição via solo x nutrição foliar

A disponibilização dos nutrientes via solo é contínua, desde que estes estejam presentes no solo e haja umidade. Na fertilização foliar, o tempo de contato da solução com a superfície da folha é muito curto, o que demanda a inclusão de adjuvantes nas soluções e repetidas aplicações para se conseguir um resultado eficiente.